Skip directly to content

Bateria descarregada: 10 ameças à energia do seu carro

14/06/2021
A bateria é um item essencial nos carros. Existem os riscos de fazer com que o motor “pegue no tranco” e é importante saber como funciona a “chupeta”. Mas você sabe quais são os comportamentos que dão origem à sua bateria descarregada?
Temos aqui alguns motivos que, com alguma frequência, arriam o componente e explicamos o porquê:
Luzes internas ou do porta-luvas acessas;
Além das luzes internas ligadas, outras nove razões podem deixar sua bateria descarregada. Saiba como evitar o problema e quais são as consequências se você deixa a bateria arriar com frequência.
Rastreador;
Faróis ligados;
Alarme desconfigurado;
Chave “virada” na ignição;
Som tocando ou frente do rádio acesa sem o motor funcionando.
Todos esses equipamentos causam o mesmo problema. A bateria é acionada sem que o motor esteja rodando. Dessa forma, ela não é retroalimentada pelo alternador e vai perdendo a carga aos poucos. A bateria é um acumulador de energia, e que o componente tem um tempo de duração, que varia de acordo com a sua amperagem. Como os componentes elétricos consomem a energia armazenada, a bateria “arria” e não consegue fornecer energia suficiente para dar a partida no motor.
Fuga de carga
“A fuga de carga acontece quando o consumo de energia do carro é maior do que o programado”, afirma o professor. Cabos estragados, por exemplo, podem demandar mais do componente. O mesmo acontece no caso de curto-circuito ou adaptações realizadas em sons, de modo que a potência exija uma capacidade maior do que a estrutura oferecida pelo automóvel também podem causar bateria descarregada.
Problema no alternador
O alternador gera energia para a bateria e faz com que ela “recarregue”. Se estiver gerando energia insuficiente, a bateria vai ficar menos carregada e, em alguns casos, “arriar”. O problema pode ocorrer também se o regulador de tensão (relé) estiver defeituoso.
Deixar o carro sem funcionar por longos períodos
Enquanto o veículo está desligado, a bateria continua fornecendo carga para os sistemas do automóvel. Os equipamentos elétricos, como alarme, rádio, relógio digital e painel demandam uma pequena alimentação que, em longo prazo, vão descarregar a bateria. Barreto adverte: “Não é recomendável desconectar a bateria ao deixar o carro desligado por muito tempo. Porque os automóveis de hoje têm muitos componentes eletrônicos que podem se desconfigurar sem receber energia. Desativar o componente pode atrapalhar a memória da central eletrônica, por exemplo”.
Frio
As baterias têm uma tendência maior de pifar no frio. Isso porque, ao dar a partida, a baixa temperatura dificulta a vaporização do combustível e deixa o óleo lubrificante mais grosso e viscoso, obrigando o motor a um maior esforço para ser acionado e demandando, portanto, maior carga de energia. Além disso, a bateria produz energia elétrica a partir de uma reação química e, quanto mais baixa a temperatura, mais difícil de ela acontecer.